Carregando Eventos
  • Este evento já passou.

11 a 15 de outubro de 2017

Viagem Técnica para Ouro Preto & Mariana – MG

Viagem técnica destinada a estudantes e interessados em Arquitetura, Urbanismo e Paisagismo.

Ouro Preto

Veja algumas panorâmicas por Fabio Bustamante

Implantada nas encostas de um estreito e sinuoso vale delimitado por duas cadeias de montanhas na região das chamadas Minas Gerais, no interior do Brasil, a cidade histórica de Ouro Preto originou-se do processo de agregação de diversos arraiais de garimpo de ouro, ali estabelecidos no final do século XVII e início do XVIII.

Declarada Monumento Nacional em 1933 e tombada pelo Iphan em 1938 por seu conjunto arquitetônico e urbanístico, foi declarada pela Unesco como patrimônio mundial em 5 de setembro de 1980, sendo o primeiro bem cultural brasileiro inscrito na Lista do Patrimônio Mundial.

A riqueza das jazidas da região explica a primeira denominação, Vila Rica, bem como sua designação, em 1720, para capital da Província das Minas Gerais, criada pela Coroa Portuguesa para administração daquele território.

Principal cidade do denominado Ciclo do Ouro, Ouro Preto, além de ter sido o berço de artistas, responsáveis pelas mais significativas obras do barroco brasileiro, foi também o cenário do movimento pela independência do Brasil em relação a Portugal, chamado de Inconfidência Mineira, cujo mártir, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, tornou-se o patrono cívico do país.

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Centro Histórico de Ouro Preto (MG). Disponível em: <http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/30>.

Mariana

Mariana – primeira capital de Minas Gerais – é a única de traçado planejado entre as cidades coloniais mineiras. O seu centro histórico, tombado pelo Iphan, em 1945, apresenta um acervo arquitetônico composto por monumentos que marcam os anos áureos da opulência do passado marcado pela mineração de ouro. O traçado urbano policêntrico – pontilhado por igrejas, Passos da Paixão e chafarizes – revela o efeito cênico típico da estética barroca de influência portuguesa.

Projetada pelo arquiteto português José Fernandes Pinto Alpoim, Mariana apresenta traçado com ruas retas e praças retangulares, seguindo os preceitos modernos, o que ainda pode ser notado, apesar de sua expansão e da constante descaracterização sofrida. Na segunda metade do século XVIII, surgiram os edifícios institucionais e, ao final deste século, todo o seu acervo arquitetônico estava constituído. Única vila da província que teve seu traçado urbano planejado no período colonial, distanciando-se, nesse aspecto, das demais vilas que surgiram com a exploração do ouro.

Entre os monumentos religiosos tombados destacam-se a Catedral de Nossa Senhora da Assunção (Igreja da Sé, uma das mais antigas igrejas mineiras), o Seminário Maior de Mariana (de estilo neoclássico), o conjunto de sobrados da Rua Direita (com casas comerciais no térreo e sacadas no andar superior, sendo uma delas a casa onde viveu o poeta Alphonsus Guimarães), e as pinturas sacras de Manoel da Costa Athaíde.

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Mariana (MG). Disponível em: <http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/372/>.

CARGA HORÁRIA: 40h Obs: Será fornecido certificado para validação de horas.
Docentes responsáveis: Equipe Carasdepaisagem – Fabio Bustamante, Larissa Soares, Roberto Sakamoto.

  • Saída de São Paulo: Quinta-feira, 11/Outubro – 23h00.
    • PONTO DE ENCONTRO 1:
      • Metrô Vila Mariana em frente ao terminal de ônibus/faculdade FIAM FAAM – HORÁRIO: 23:00h
    • PONTO DE ENCONTRO 2:
      • Av. Roque Petroni Jr, 630 / Universidade Anhembi Morumbi – HORÁRIO: 23:30h
  • Retorno previsto: Domingo, 15/Outubro: 22h.
ROTEIRO Preliminar:

Quarta-feira: 11/Outubro:

  • 23h00: Saída de São Paulo, metrô Vila Mariana
  • 23h30: Saída de São Paulo, Avenida Roque Petroni jr 630

Quinta-feira: 12/Outubro:

  • 9h00: Chegada a Ouro Preto
  • 9h30: Visita à Praça Tiradentes e arredores. Museu do Oratório, Igreja do Carmo e Teatro Municipal.
  • 13h00: Check-in no hostel.
    Percurso pela cidade. Igreja São Francisco de Assis, Feira de Artesanato, Museu de Ciência e Técnica, Igreja Merces de Cima, Museu da Inconfidência.
  • Noite livre.

Sexta-feira: 13/Outubro:

  • 8h: Café da manhã no hostel .
    Visita à Igreja Nossa Senhora do Pilar, Estação Ferroviária, Igreja Merces de Baixo, Igreja Nossa Senhora da Conceição, Chafariz e Ponte Marília e Igreja Santa Efigênia.
  • 12h: Almoço
  • 13h: Percurso pelo Parque dos Contos, Casa dos Contos, Igreja São Francisco de Paula, Igreja Nossa Senhora do Rosário e Igreja de S. Miguel e Almas.
  • Noite livre.

Sábado: 14/Outubro:

  • 8h:Café da manhã no hostel e embarque no ônibus para Mariana.
  • 10h:Visita às Igrejas da Ordem Terceira de São Francisco de Assis e Carmo. Igreja de N. S. Da Assunção “Catedral da Sé”. Casa de Câmara e Cadeia de Mariana.
  • 17h:Retorno a Ouro Preto.
    Noite Livre.

Domingo: 15/Outubro:

  • 8h: Café da manhã no hostel e checkout.
  • 9h: Embarque no ônibus
  • 10h: Parada em Congonhas do Campo. Visita ao Museu de Congonhas – arq. Gustavo Penna 2015. Visita ao Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, obra prima de Aleijadinho.
  • 12h: Embarque no ônibus para Retorno a São Paulo
  • 22h: Previsão de chegada a São Paulo
O QUE ESTÁ INCLUÍDO:
  • Ônibus executivo SP-MG-SP
  • Estadia em hostel com quartos coletivos.
  • Ingresso para atrações do roteiro.
  • Café da manhã na sexta, sábado e domingo.
  • Acompanhamento de docentes
  • Seguro viagem
  • Certificado
O QUE NÃO ESTÁ INCLUÍDO (e você precisa providenciar)
  • Refeições (almoço e jantar)

Lista de Espera

Estamos aguardando a confirmação dos últimos pagamentos para a Viagem Técnica para Ouro Preto e Mariana. É possível que haja ingressos remanescentes.
Se desejar, deixe seu nome, email e telefone para que possamos entrar em contato caso tenhamos desistências ou a abertura de novas vagas, obrigado!